Bio

Eli Ramos é jornalista de formação, pesquisadora e roteirista. Atua no audiovisual há vinte anos. Trabalhou em grandes produtoras do eixo Rio-SP, como: O2 Filmes, Mixer, Hungry Man, Conspiração, TV Zero, Toscana Audiovisual, Zola, Floresta, Gullane, entre outras. É roteirista de cinema e TV há dez anos. Estudou roteiro na EICTV (Cuba), pós-graduada em roteiro de ficção. Assina com o diretor Sérgio Machado os longas 'A Luta do Século' [Melhor Filme de Documentário – Festival do Rio/2016, 43o Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, GP do Cinema Brasileiro (2019)], 'O Dia da Bolívia' e 'Ela Se Chamava Bárbara', os dois últimos ainda inéditos. Participou do núcleo criativo da Muiraquitã Filmes com a série Pierre Fatumbi Verger. Assinou a pesquisa e roteiro da série "Brasil de Imigrantes", exibida no History Channel, finalista na categoria 'Melhor Série de Documentário' no 4º Prêmio ABRA de Roteiro (2020). Participou da sala de roteiro da série ‘Posso Explicar’. Desenvolveu projetos de cinema para a Bits Productions. Escreveu uma série documental para o Disney+.  Atualmente, se dedica a criação e desenvolvimento de roteiros para longas e séries de ficção para produtoras independentes.  Pesquisa e estuda as áreas: Feminismo, LGBTQIA+, Criminal Profiling, Psicologia Criminal e Criminologia. É diretora de comunicação da Abra - Associação Brasileira de Autores Roteiristas (gestão 2021-2022). Autora roteirista agenciada pela Mariana Brasil. 

DSC_0057.JPG